Select Page

Próprio do verdadeiro crítico, que sabe ler nas entranhas do texto literário. Além de conhecer profundamente a obra de um autor, tem a intuição necessária para lhe descobrir novos rumos. Nunca marca limites de interpretação. Usa sempre a imaginação criadora. Tem sempre uma ideia pessoal sobre uma ideia impessoal. É muitas vezes também um escritor original ou um filósofo. Embora sejam raros na literatura portuguesa, Vitorino Nemésio pode ser um bom exemplo de crítico-escritor e António Sérgio de crítico-filósofo.