Select Page

Expressão latina que designa uma colectânea poética de textos medievais anónimos, escritos em latim e alemão antigo, na primeira metade do século XIII. Estão representados textos alemães, mas também, em menor proporção, ingleses e franceses. Os carmina burana, “cânticos de Beuron”, nome da abadia beneditina da Baviera, onde se encontrou essa colectânea, terão sido escritos por goliardos ou clérigos anónimos, que se opunham à lei eclesiástica vigente. As poesias da colectânea glosam temas satíricos e burlescos, tendo sempre debaixo de mira os costumes e a vida religiosa, privilegiando um ideal de vida epicurista, exaltando o carpe diem, onde se mistura sexo, álcool, libertinagem, etc. Em 1937, o compositor alemão Carl Orff inspirou-se nestes textos para a conhecida ópera com o mesmo título.