Select Page

Concurso literário, científico ou artístico, premiado por uma instituição promotora, pública ou privada. As academias, as associações de escritores, as fundações culturais e outros criam periodicamente certames que visam premiar uma obra literária original, uma vida literária ou artística, uma obra de excepcional valor científico, um novo escritor, etc. A história da literatura ocidental começa com os certames na Grécia antiga, pelo menos desde o século VI a.C., quando, em festividades dionisíacas, poetas de todo o mundo grego concorriam com ditirambos, tragédias e comédias, tendo como prémio não só uma coroa feita de heras, mas um prestígio que nem sempre foi suficiente para ganhar um nome na história. Aponta-se Téspis como o primeiro triunfador num certame realizado em 535 a. C., por ocasião das Grandes Dionisíacas, a festa original do teatro. A Idade Média difundiu os torneios poéticos ou jogos florais, que ainda persistem um pouco por todo lado nos dias de hoje, destacando-se os Juegos Florales de Tolosa (1223). Os trovadores provençais eram os principais concorrentes.