Select Page

Drama principalmente histórico, que reflecte o culto dos sentimentos fortes, mesmo violentos, próprio do Romantismo. No fundo segue, exagerando-as, as características da tragédia. O mais importante texto português do género, Frei Luís de Sousa, de Garrett, é um bom exemplo: três actos, em prosa, tratando um tema de influência nacional, atribuindo às personagens sentimentos violentos como o culto da honra, o patriotismo, o terror provocado sobretudo pela crença no sobrenatural mas também pelos efeitos trágicos dos referidos sentimentos.

{bibliografia}

Gerald Gillespie (ed.): Romantic Drama (1994); Lionel Gossman: Between History and Literature (1990); Patrick Berthier: Le Théâtre ao XIXe Siècle (1986)