Select Page

Termo de origem latina (miscellanea, “coisas misturadas”) para designar uma colecção de escritos, obras, títulos ou textos dispersos que se organizam num mesmo volume ou ficheiro. As miscelâneas têm sido publicadas desde a invenção da imprensa com grande êxito, pois são a forma de expressão adequada a visões de conjunto de um património comum, como em Miscellanea Curiosa e Proveitosa: ou Compilação tirada das melhores Obras das Nações Estrangeiras (Lisboa, [1779]-1785), de um autor, como em Miscelânea de Estudos em Honra de D. Carolina Michaëlis de Vasconcellos (Coimbra, 1933), ou de uma literatura em particular, como acontece na primeira antologia de poesia inglesa publicada em livro, Miscellany (1557), compilada por Richard Tottel. Na miscelânea, guardam-se geralmente as obras ou títulos que não foi possível organizar em antologia temática, em monografias ou em obras colectivas com índice organizado por secções temáticas específicas. Alguns autores reservam para a miscelânea todos os seus títulos que não cabem numa determinada categoria dentro do género literário que praticaram.