Select Page

Tipo de teatro popular que nasceu com o Café Royal (1966), em Paris. Difundiu-se de imediato por toda a Europa, por se tratar de um acontecimento cultural que aproxima a arte teatral do público comum. Não é, pois, um género dramático específico, mas uma nova forma de conceber o espectáculo teatral, abrindo-o ao público que procura uma alternativa às representações clássicas. Sem obedecer a convenções preestabelecidas, o café-teatro pode incluir-se naquela tradição que vem dos goliardos medievais, dos cafés dos filósofos do século XVIII e das tertúlias literárias do século XIX. As condições técnicas da representação deste tipo de teatro são, naturalmente, limitadas ao espaço escolhido, reduzindo o número de actores e de cenários, e escolhendo um repertório adequado a uma atmosfera intimista. Os textos representados são, geralmente, breves, promovendo o contacto directo com o público. O espaço em que decorre o café-teatro permite combinar a representação dramática com outros tipos de espectáculo, utilizando a música ou os recursos multimédia, por exemplo.

{bibliografia}

http://www.cm-porto.pt:8081/fcd/tca_espacos_cafeteatro.php

http://www.copacabanaonline.com.br/Arena.htm