Select Page

Termo francês que traduz uma espécie de anticlímax ou momento de pausa no desenrolar da acção principal, o constituiu uma involução de efeitos secundários na economia de um texto teatral, onde é habitual o seu uso, por oposição ao momento mais intenso da acção, conhecido por clímax. Pode ser utilizado na narrativa, quando o desenvolvimento da acção principal é interrompido por episódios fugazes, digressões ou descrições secundárias ou qualquer outro elemento de involução. Em regra, fala-se de dénouement quando o narrador preparou o leitor para um ponto culminante que não se chega a revelar, sendo a conclusão (em Inglês, é normalmente traduzido por outcome), previsível, sem qualquer tensão dramática.