Select Page

Movimento modernista fundado em 1914, por Wyndham Lewis, como forma de reacção ao Futurismo. Lewis é uma das figuras nucleares na viragem para a modernidade que se opera na literatura e na arte inglesas deste século. Com Wadsworth, deu corpo, em 1913, ao Rebel Art Centre. Um ano mais tarde fundaria a revista Blast que se tornaria o veículo dos princípios teóricos dos vorticistas. Apesar de terem vindo a lume apenas dois números (em Junho de 1914 e em Julho de 1915), esta tornou-se uma referência incontornável para o estudo do modernismo anglo-saxónico. Após a sua experiência imagista, Ezra Pound aderirá ao vorticismo tendo contribuído com esta designação. Segundo ele, ela justificar-se-ia devido ao carácter nuclear da energia na concepção poética e estética do grupo. Deste modo, mais do que uma representação, o signo revelar-se-ia como fonte de energia vital e, consequentemente, de acção.

{bibliografia}

Wyndham Lewis: Blast: The Review of the Great English Vortex (1914-1915).

http://www.ciberkiosk.pt/arquivo/ciberkiosk4/ensaios/lewis.htm