Select Page

Os três modos retóricos que Ezra Pound, em ABC of Reading (1934), definiu para “carregar de energia” a linguagem poética. A teoria de Pound, primeiramente apresentada no ensaio “How to Read” (1927, in Literary Essays, 1954), visa criar uma espécie de semiótica para os registos possíveis da linguagem poética dominada por todas as formas de inspiração. A melopeia é, na sua origem grega melopoiía («composição de cantos líricos»), a arte de musicar a poesia, e passou a significar qualquer melodia (recitada ou cantada) em ritmo calmo e monótono; remete-nos para o mundo criativo dos sons no texto poético. A fanopeia traduz o poder visual da imagem ("throwing the object (fixed or moving) on to the visual imagination", nas palavras de Pound); é particularmente significativa na poesia visual chinesa A logopeia deriva do grego logopoeía, “criação de palavras”, e traduz a capacidade de combinação da forma e do conteúdo das palavras com o objectivo de obter a obra sublimada pela beleza estética. As três categorias são redutoras na análise do texto poético, porque ignoram os restantes aspectos da linguagem.

http://home.earthlink.net/%7Eacorioso/Third_Hour.htm

http://www.propylaean.org/pound.html

http://www.ars-rhetorica.net/Queen/VolumeSpecialIssue2/Articles/Jeal.pdf